X

Emissão de Boletos ACESSE

Últimas Notícias

03/10/2018

UM AMONTOADO DE MENTIRAS E DISTORÇÕES: REPORTAGENS PUBLICADAS NA REVISTA DO CRTR-SP SÃO DE CUNHO MERAMENTE POLÍTICO E DIFAMATÓRIO

Você, profissional da Radiologia, recebeu essa revista em sua casa? Leia atentamente essa matéria e conheça a verdade sobre os conteúdos totalmente alheios da realidade divulgados no periódico


Com o único objetivo de fazer uma suposta “defesa” da Diretoria Interventora, bem com realizar promoção pessoal dos seus interventores, o CRTR-SP lançou uma revista, nesta semana, que está sendo encaminhada aos profissionais das Técnicas Radiológicas pelos Correios.

Confeccionada com recursos públicos da entidade, a edição especial – “Esclarecendo Fatos”, de setembro de 2018, não dispõe de qualquer cunho científico, da mesma forma que não possui caráter educativo, informativo ou de orientação social.

Tendo em vista, tal amontoado de mentiras sustentadas pelo CRTR - 5ª Região, esclareceremos a seguir diversos pontos abordados na publicação.

  • Intervenção no CRTR-SP: Um ato claramente político

É importante destacarmos que o processo de intervenção acumula diversas irregularidades que já estão sendo averiguadas na justiça através do processo nº 5005767-49.2017.4.03.6100, sendo totalmente dispensável a edição de uma revista para justificar o que judicialmente já está sendo debatido, tal atitude representa gasto público desnecessário.

Da verdade sobre a intervenção, quando o 5º Corpo de Conselheiros assumiu o CRTR, iniciou-se uma verdadeira revolução administrativa, haja vista que os mesmos tornaram públicas diversas irregularidades, promoveram a adequação da folha de pagamento, denunciaram ilegalidades envolvendo as diretorias anteriores e a omissão do CONTER, que acabou por gerar a Ação de Improbidade nº 5014691-15.2018.4.03.6100, recém distribuída pelo Ministério Público Federal.

As referidas denúncias aliadas a reformulação estrutural e de funcionários, gerou descontentamento no Sistema, que culminou no fabricado processo de intervenção, processo administrativo que padece de diversas irregularidades.

 

  • Melhorias na sede eram urgentes e visavam à conservação do imóvel e o aperfeiçoamento no atendimento aos profissionais da Radiologia

Não bastassem os graves problemas administrativos, a má gestão do dinheiro público fez com que as gestões anteriores do Regional deixassem o imóvel onde se localiza a sede do Conselho em um estado de total sucateamento. Marcado por ligações clandestinas e móveis e equipamentos em péssimo estado de conservação, o imóvel passou por uma expressiva reforma durante a gestão do 5º Corpo de Conselheiros para que contasse com a estrutura que compete com o nível de uma Autarquia Federal, visando corrigir a precariedade estrutural e atender as necessidades dos trabalhadores, que reclamavam constantemente da falta de condições de trabalho.    

Sendo assim, nota-se que ao contrário dos valores altíssimos destinados a diárias, jetons, auxílios-representação e passagens áreas dos interventores, as benfeitorias realizadas na sede da entidade ERAM SIM NECESSÁRIAS!

CONFIRA O ANTES E DEPOIS: 




  • Portal da Transparência
Levantamento realizado no Portal da Transparência do CRTR - 5ª Região mostra que a Diretoria Interventora (Agnaldo Silva, Jorge Biagi Fernandes e Guilherme Antônio Ribeiro Viana) gastou R$ 239.298,06 nos cinco primeiros meses em que estiveram à frente do Regional. Como explicar este montante? Sendo que a função é honorífica!

De 01/01/2018 até 31/05/2018 – Soma total de diárias, jetons, auxílios-representação e passagens áreas:
  • Agnaldo Silva - R$ 72.808,48
  • Jorge Biagi Fernandes - R$ 76.007,02
  • Guilherme Antônio Ribeiro Viana - R$ 90.482,56
A pergunta que fica: Destes valores, quanto foi investido em novas tecnologias e em projetos que trouxeram melhorias para a profissão? Afinal de contas, a invasão na Radiologia só aumenta e o desemprego também. Então, o que estes senhores estão fazendo em favor da Classe? Isso, sim, é um grande problema!
 
  • Notícia sobre o rombo de R$ 7,3 milhões nos cofres do CRTR-SP é verídica
Os senhores José Paixão de Novaes, Cássio Valendorf Xavier Monteiro e Fábio Barbieri, na condição de membros da diretoria do Conselho Regional de Técnicos em Radiologia de São Paulo, entre os anos de 2009 e 2013, enriqueceram-se ilicitamente, causaram dano ao erário e violaram princípios que regem a Administração Pública.

Juntos eles teriam autorizado o pagamento de verbas indevidas a diversos membros do Regional. Ocorre que os três réus estavam entre aqueles que receberam as verbas. Assim, além de autorizar indevidamente o pagamento, eles também receberam os valores indevidos. O Ministério Público Federal optou por ajuizar a Ação Civil por Ato de Improbidade Administrativa (processo n° 5014691-15.2018.4.03.6100) contra eles por entender que, de todos os que receberam as verbas, os réus apresentaram maior responsabilidade pela autorização desses pagamentos indevidos.

O valor da causa, conforme PARECER TÉCNICO N. 1099/2018 – SPPEA, elaborado pelo MPF, deverá ser alterado para R$ 7.309.381,18 (sete milhões, trezentos e nove mil, trezentos e oitenta e um reais e dezoito centavos), equivalente à soma do valor do dano ao erário atualizado mais a multa civil aplicada a cada um dos réus multiplicada por três (R$ 2.436.460,39 x 3 = R$7.309.381,18), nos termos do art. 12, II, da Lei Federal n°. 8.429/92.




  • Diretoria Interventora do CRTR-SP confirma que não pode autuar biomédicos e fiscalizar consultórios odontológicos

Os Conselhos Regionais e Nacional tem por objetivo fiscalizar o exercício da profissão. Entretanto, inquestionavelmente, este papel importantíssimo está sendo desempenhado de maneira precária e omissa. Sem ter a quem recorrer, os profissionais da Radiologia clamam por um verdadeiro milagre.

Desacreditada de um futuro promissor para a profissão, a Categoria foi informada, sem qualquer cerimônia, através da revista do CRTR - 5ª Região, que desde 2017 uma decisão judicial determinou que apenas o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) está autorizado a fiscalizar e autuar estabelecimentos odontológicos que aplicam radiação ionizante em seus exames.  

Ainda de acordo com a publicação, “alguns locais estão inacessíveis para a equipe de fiscalização, como aeroportos, clínicas e consultórios de odontologia. Isso se deve a decisões da Justiça, como demonstram os processos de n° 00178342020064036100, 00245555720114036182 e 00019694420124036100.”

No que compete aos aeroportos, o CRTR-SP destacou que “uma sentença de 2011 julgou desnecessária a contratação de profissionais inscritos no Conselho de Radiologia na Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (INFRAERO) – portanto, sem possibilidade de fiscalização.”

Se você pensa que acabou, está muito enganado. O Conselho Regional também admitiu que não pode autuar biomédicos. É exatamente isso que você está lendo. Dessa vez, por decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRT-3), que defende o fato dos profissionais formados em biomedicina estarem aptos a exercerem os serviços de radiografias e atuarem sob supervisão médica no radiodiagnóstico.  

Isto posto, surge o seguinte questionamento: Qual a funcionalidade do Sistema CONTER/CRTR’S, uma vez que os mesmos alegam que estão “impedidos” de realizar a sua principal função no diz respeito ao combate do exercício ilegal da profissão? Infelizmente, os profissionais das Técnicas Radiológicas estão à mercê de um Órgão totalmente inoperante. Estranho seria se fosse diferente!




 

  • Direito de Resposta

Diante dos fatos amplamente abordados acima, informamos que por certo a Diretoria Interventora do CRTR-SP responderá judicialmente pelos conteúdos publicados em sua revista, uma vez que a mesma ofendeu profundamente a honra, a dignidade, o conceito, o nome e a reputação das pessoas ali mencionadas, pelo seu conteúdo tendencioso, preconceituoso, sensacionalista, desonesto e irresponsável.

Por fim, deixamos aqui nosso alerta aos profissionais das Técnicas Radiológicas. Saibam que a informação é a melhor prevenção contra as “Fake News” divulgadas pelo Conselho Regional. O SINTTARESP trabalha com a verdade e defende que os demais órgãos de classe também corroborem dos meus princípios.

ÀS CUSTAS DA CATEGORIA: REVISTA DO CRTR-SP VISA PROMOÇÃO PESSOAL DOS SEUS INTERVENTORES E REVELA O VERDADEIRO FRACASSO DO ÓRGÃO NO QUE SE REFERE AO COMBATE DO EXERCÍCIO ILEGAL DA PROFISSÃO!

Mais Notícias
« voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 avançar »
www.infosind.com.br